Quando anunciou a substituição do coração (recommend) para palmas (claps) há alguns dias, a plataforma de publicações Medium disse que o motivo era simples: não dava para medir o quanto uma pessoa realmente tinha gostado de um texto com o clique único no coração. Agora, ao avaliar uma publicação, os usuários podem escolher “bater” uma, duas… vinte palmas, de acordo com o grau de apreciação. 

O nível de palmas que o artigo recebe vai determinar como os autores ganham dinheiro. Anteriormente, o Medium remunerava um autor dividindo igualmente a taxa de assinatura mensal do assinante entre os artigos que ele leu no mês. A partir de agora, em vez de uma distribuição uniforme, a plataforma pagará mais aos autores com artigos mais populares, ou seja, que tenha recebido mais palmas. Ainda não se sabe quanto cada palma irá pesar como incremento ao pagamento final, mas definitivamente podemos esperar dos autores algo como “se você gostou do texto, deixa aqui a(s) sua(s) palma(s)”. Seria o exemplo prático da famigerada “Indústria da Lacração”?