Resultado de imagem para Kriptacoin
A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (21), a megaoperação "Patrik" para prender 13 suspeitos de envolvimento em um esquema de "pirâmide financeira" no DF e em Goiânia. Segundo as investigações, a organização criminosa movimentou R$250 milhões a partir de investimentos de 40 mil vítimas em uma moeda virtual falsa, a Kriptacoin.

Até a última atualização desta reportagem, a polícia havia confirmado a prisão de três suspeitos em Vicente Pires. A Justiça também expediu 18 mandados de busca e apreensão no DF e na capital goiana. Três empresas são alvo da operação, entre elas a Wall Street Corporate e Kriptacoin – criadora da moeda.

Segundo a polícia, os suspeitos devem ser indiciados por estelionato, organização criminosa, lavagem de dinheiro e uso de documento falso.