Snap prometeu nesta terça-feira (7) remunerar os criadores de conteúdo para Snapchat, além de revelar que planeja fazer mudanças no aplicativo. O YouTube, serviço de vídeo do Google, já destina aos criadores uma fração da receita com publicidade. O mesmo não ocorre no Facebook e em outras de suas plataformas, como o Instagram.

“Temos negligenciado historicamente a comunidade de criadores do Snapchat, que faz e distribui história públicas para uma audiência mais ampla do Snapchat”, afirmou Spiegel.

O anúncio foi feito por Evan Spiegel, presidente-executivo da Snap, durante conferência para comentar os resultados financeiros da empresa no segundo trimestre de 2017.