Inteligência artificial DESCOBRE componente capaz de COMBATER MALÁRIA





Um estudo publicado recentemente no periódico Scientific Reports comprovou que a solução pode estar em um componente químico, encontrado geralmente em produtos como sabão, creme dental, vestuário e até mesmo móveis.

Para isso, os cientistas envolvidos no processo contaram com o auxílio do robô Eve, construído com base em Inteligência Artificial. Ele foi usado de modo que pudesse localizar uma série de compostos aprovados pela FDA (Food Administration Drugs) — órgão que regula o uso de substâncias em alimentos e remédios — que fossem capazes de inibir a enzima responsável pelo desenvolvimento do parasita.



Durante a atividade, Eve detectou que o triclosan seria perfeito para atingir o objetivo esperado. O composto foi capaz de inibir a enzima em duas espécies de parasitas que causam a doença, inclusive em variantes que haviam desenvolvido resistência durante o tratamento da doença.

Logo, os especialistas testaram a ação do triclosan de diversas formas, para que fosse possível comprovar a sua eficácia. O trabalho também foi combinado com outros testes, que constataram sua habilidade em combater outros tipos de enzimas presentes nesses parasitas. Assim, a conclusão foi de que a substância pode ser usada com diferentes funções terapêuticas.



Durante algumas décadas, a FDA baniu o uso de triclosan na produção de sabão, pois havia evidências de que ele poderia afetar o sistema hormonal e sobreviver durante longos períodos em um ambiente. Outra proibição semelhante aconteceu recentemente, durante os anos de 2016 e 2017, enquanto mais de 200 pesquisadores e profissionais da área médica assinaram uma declaração para que houvesse maior regulamentação da substância em todo o mundo.

Segundo uma das pesquisadoras do estudo, Elizabeth Bilsland, a ajuda do robô Eve e as descobertas encontradas foram essenciais para a criação de novos remédios para o tratamento da malária.



Além disso, ela afirma que a substância é totalmente segura e perfeitamente apta a bloquear etapas de evolução do parasita. Portanto, a possibilidade de haver resistência seria bastante reduzida.

Em 2015, Eve também havia localizado um componente capaz de combater a malária, acelerando o processo de concepção de um novo medicamento. Um dos criadores do robô, Ross King, professor na Universidade de Manchester, aponta que esse tipo de AI é essencial para automatizar o trabalho de estudiosos, oferecendo uma abordagem mais inteligente em processos científicos. Logo, esse tipo de tecnologia pode ser considerado importante para a descoberta de outros remédios, oferecendo grandes recompensas para a humanidade.
Inteligência artificial DESCOBRE componente capaz de COMBATER MALÁRIA Inteligência artificial DESCOBRE componente capaz de COMBATER MALÁRIA Reviewed by Daniel Nuredo on 03 fevereiro Rating: 5

Recent in Games

Image Link [https://pbs.twimg.com/profile_images/947950678483316736/8L2OOHt5_400x400.jpg] Author Name [Escrito por Daniel Nuredo] Author Description [Empreendedor digital, palestrante, ciclista, apaixonado por marketing digital e tecnologia e fundador do JobDoDaniel - Marketing Digital ] Facebook Username [danielnuredo] Twitter Username [danielnuredo] Instagram Username [danielnuredo]