Networking parece ter virado obrigação e frustração para muita gente. Não sou nenhum especialista no assunto, muito longe disso, mas como o LinkedIn existe para fortalecer o networking profissional, vamos nos ajudar.

Tenho a impressão de que as frustrações e a sensação de futilidade surgem porque a maioria encara networking da forma equivocada, esforçando-se para conhecer e se conectar com gente que possa ser útil ou interessante de alguma forma. Isto traz um gosto amargo de estar agindo por interesse e, dificilmente, gera conexões verdadeiras e realmente valiosas.

As pessoas de mais sucesso e com a melhores redes de relacionamento que eu conheço têm uma abordagem totalmente diferente. A preocupação delas é conectar e ajudar seus amigos, conexões e colegas, não em ampliar as suas próprias conexões. Na prática, fazendo isso, além de ajudar muita gente - o que por si só já é ótimo e faz qualquer um se sentir bem - eles acabam fortalecendo e ampliando suas próprias redes indiretamente e redes mais fortes geram mais oportunidades.

ANOTE: Quer melhorar seu networking? Pense em como ajudar suas conexões, ao invés de como ajudar a si mesmo. Além de ajudá-los, você vai acabar se ajudando mais.

Quer receber meus artigos por e-mail? Cadastre-se aí em baixo.