Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reuniu na quinta-feira com os criadores dos video games "Grand Theft Auto" e "Doom" para discutir o que o presidente acredita ser um elo entre os jogos e atos violentos, como o tiroteio em uma escola da Flórida no mês passado.

O encontro incluiu parlamentares, críticos de video games e executivos do Take-Two Interactive Software Inc, dono do "Grand Theft Auto", e ZeniMax Media Inc, proprietária de "Doom". O irmão mais novo de Trump, Robert Trump, está no conselho de ZeniMax, segundo informação veiculada primeiramente pela Bloomberg.

A conversa durou quase uma hora e foi "vigorosa" mas "respeitosa", e Trump pareceu interessado em ouvir todos os lados, disse Melissa Henson, do Parents Television Council, um grupo que combate violência e sexo no entretenimento.