Facebook começou esta semana anunciando que vai alertar seus usuários afetados pelo escândalo de coleta de dados da Cambridge Analytica. A informação deve aparecer topo nos feed de notícias de cerca de 87 milhões de pessoas atingidas por uma operação realizada em 2014 e que resultou no uso das informações em campanhas de marketing político. 443 mil atingidos estariam no Brasil.

A declaração surge em antecipação ao depoimento de Mark Zuckerberg, fundador da plataforma, diante do Congresso americano. A fala está marcada para acontecer nesta semana e faz parte de uma investigação federal sobre o tema, com o governo dos EUA exibindo preocupação não apenas quanto ao uso dos dados em manipulação política, que teria culminado na eleição de Donald Trump para a Casa Branca, mas também pela brecha na privacidade de seus cidadãos.

Países com mais usuários afetados pelo escândalo do Facebook Norte-americanos
foram os mais tiveram dados explorados de forma inadequada pela Cambridge Analytica;
brasileiros estão em 8º
70.632.35070.632.3501.175.8701.175.8701.096.6661.096.6661.079.0311.079.031789.880789.880622.161622.161562.455562.455443.117443.117427.446427.446311.127311.127Estados UnidosFilipinasIndonésiaReino UnidoMéxicoCanadáÍndiaBrasilVietnãAustrália020M40M60M80M

Filipinas
1.175.870
Fonte: Facebook
Dos 87 milhões de afetados, cerca de 70 milhões estariam nos Estados Unidos. Originalmente, porém, o Facebook havia dito que não seria capaz de falar diretamente com os atingidos devido à ausência de logs completos sobre a época em que a coleta de dados aconteceu. Até mesmo os números anunciados seriam estimados e não necessariamente fiéis à realidade.