SOCIAL MEDIA: Instagram e Facebook encerram automação e tem novas regras



Por mais extremo que o título pareça, a automação do Instagram como você conhecia até então, simplesmente será encerrada pelo Facebook. Teoricamente, já foi encerrada, inclusive com o anúncio feito por eles no dia 4 de Abril.

Obs 1: Todas as mudanças anunciadas neste post, referem-se a ferramentas de terceiros e não a ferramentas nativas do Facebook.

Obs 2: Todas as traduções são traduções livres que eu fiz durante a pesquisa.

No site voltado para desenvolvedores, a notícia do Instagram pegou muita gente de surpresa:
“Com o objetivo de aprimorar a privacidade e segurança dos usuários, nós estamos acelerando a “inutilização”(depreciação) da API do Instagram, fazendo com que as mudanças a seguir passem a ser ativas imediatamente. Nós entendemos que isto pode afetar o seu negócio ou serviço, e nós agradecemos o apoio no processo de manter nossa plataforma segura. Estes recursos serão desabilitados imediatamente (anteriormente estavam agendados para o dia 31 de Julho de 2018 ou 11 de Dezembro). O restante será desabilitado de acordo com a timeline que compartilhamos anteriormente.”

Para entender o cenário, é necessário entender um pouquinho de programação.

O que é uma API e porque isso importa?

Uma API (Interface de Programação de Aplicações) é um conjunto de recursos que permite a integração entre sistemas/aplicativos. As APIs padronizam e facilitam o processo de integração de dados.

No contexto em que estamos, vamos considerar duas APIs do Facebook, uma do Instagram e outra do próprio Facebook.

As APIs possibilitam o desenvolvimento de aplicativos que vão usar a estrutura do Facebook para fornecer maneiras mais eficientes de utilizar a plataforma.

Alguns exemplos específicos para Instagram:
  • Ferramentas de automação para Instagram
  • Ferramentas para Análise e geração de relatórios
  • Ferramentas para avaliar fotos
  • Ferramentas que te avisam quando alguém posta, segue ou deixa de seguir

Como você pode ver, as APIs tem um papel fundamental para um profissional de Marketing Digital.
O que mudou agora?


Temos dois casos, o do Facebook e o do Instagram.
Vamos começar pelo Instagram, porque é o que provavelmente vai impactar a maior quantidade de negócios neste primeiro momento.

Quais recursos serão retirados da API do Instagram?
O Facebook disse “nós estamos acelerando a “inutilização”(depreciação) da API do Instagram”. Mas quais recursos efetivamente vão deixar de existir?
  • Seguir, (des)seguir
  • Comentar automaticamente
  • Dar likes e (des)likes automáticos
  • Seguir a lista de pessoas específicas
  • Seguir a lista de quem segue uma pessoa específica
  • Postar e deletar comentários em conteúdo público (em nome de um usuário)
  • Postar e deletar comentários em seu próprio conteúdo (em nome de um usuário)
  • Ler as informações deu um perfil público e também adquirir suas imagens (em nome de um usuário)
  • Habilidade de receber notificações quando alguém posta

De acordo com o Facebook, todas essas mudanças já estão ativas.
O único recurso da API atual, que será mantido até o início de 2020, é a possibilidade de ler as informações do perfil de um usuário (seu usuário) e suas publicações.

Mas o que isso significa de verdade?
Significa que as ferramentas de automação não podem mais utilizar os recursos listados acima em seu nome. Isso deve impactar a maioria das ferramentas.
Ainda será possível trabalhar com automação, mas não utilizando a API oficial do Facebook.
Neste caso, como não é algo aprovado pelo próprio Facebook, eu recomendo fortemente que você espere um tempo até verificar como toda essa questão se resolverá.

A recomendação imediata e mais segura é pausar as automações que utilizam a API do Facebook.
É bom lembrar que, teoricamente, todas as ferramentas deveriam usar a API oficial do Facebook, mas sabemos que algumas ferramentas utilizam outros métodos para automatizarem os processos. Portanto, procure a sua ferramenta de automação e informe-se com eles.

Você é contra automação?

De forma alguma. Acredito que a automação pode ser uma parte essencial de muitos negócios que tem modelo mais enxuto ou buscam eficiência. Agora, é fato que profissionais também utilizam automação de forma errada, com o objetivo de adquirir seguidores/likes/interações mesmo que não sejam qualificadas. O que é uma falácia no mercado digital.
As ferramentas têm alguma culpa nisso tudo?
Definitivamente não.
Este é o típico caso onde um escândalo (Cambrdige Analytica), somado a um momento de reflexão sobre a gestão de dados dos usuários (oi GDPR), obrigou o Facebook a tomar uma decisão mais drástica com relação a como terceiros trabalham com os dados dos seus usuários.
Isso pode mudar um dia?
Eu sinceramente acredito que sim.

Mas isso estava nos planos do Facebook já?
Sim, o Facebook já havia anunciado que essas mudanças na API aconteceriam em 31 de julho e outras até o dia 11 de dezembro. Ele simplesmente antecipou algo que já havia sido anunciado antes.
Se você me perguntar, eu acredito que foi um tempo até razoável para diversas ferramentas se adequarem e comunicarem a mudança aos usuários.

Mas esse é um cenário ideal, num mundo ideal.
A realidade dos negócios costuma ser diferente. Então é bem difícil julgar qualquer empresa estando do lado de fora. Eu evito. Muitas estão correndo, dando o sangue para entregarem o melhor para o usuário e se deparam com a notícia que tem mudar. Não é brincadeira não.

A minha reação foi de ler a mesma notícia várias vezes, chamar a Maria Rita para ler pra mim e confirmar se eu estava entendendo certo. Eu realmente não acreditava que o Facebook seria capaz de tomar uma medida drástica a esse ponto. Mas você vai entender porque isso foi necessário também.

Por que isso aconteceu?
 leia estes conteúdos aqui

Mas e aí, o que o Facebook fez a respeito?

Bom, o Facebook anunciou 3 mudanças principais agora, em março de 2018. As mudanças foram comunicadas diretamente por Mark Zuckerberg.
  1. Nós vamos investigar todos os aplicativos que tiveram acesso a uma grande quantidade de dados antes da mudança na plataforma do Facebook em 2014. Vamos conduzir uma uma auditoria completa para identificar qualquer tipo de atividade suspeita. Se algum desenvolvedor não concordar com a auditoria, será banido da plataforma. E se encontramos alguma irregularidade nos aplicativos auditados, o aplicativo será banido e todos os usuários impactados serão avisados. Isso já inclusive as milhões de pessoas impactadas pelo uso incorreto de dados do Kogan/Cambridge.
  2. Nós vamos restringir o acesso aos dados por parte dos desenvolvedores para prevenir outros tipos de abuso. Por exemplo, nós vamos remover o acesso dos desenvolvedores a dados de usuários que não utilizam um aplicativo há mais de 3 meses. Nós vamos reduzir a quantidade de dados que você cede para um aplicativo para fazer um login para somente: seu nome, foto do perfil e email. Nós vamos exigir dos desenvolvedores não só que sejam aprovados pelo Facebook, mas que também assinem um contrato para que então possam pedir aos usuários acesso a seus posts e dados privados.
  3. Nós queremos garantir que você entenda que tipo de informações você cedeu para cada aplicativo. A partir de Abril, nós vamos mostrar a todos uma ferramenta no topo do news feed que exibe todos os apps que estão utilizando suas informações e como facilmente retirar este acesso. Nós já temos uma ferramenta para isso nas configurações de privacidade, mas também vamos adicioná-la ao topo do news feed para garantir que todos vejam.
O Facebook ainda diz que novas mudanças devem chegar durante os próximos meses.
Mas fica claro pra mim (e acredito que para todos) o quanto o Facebook levou a sério toda a questão do tratamento de dados.

É bom notar, que isso é algo sem precedentes na história da Internet. Nenhuma outra rede jamais tomou ações tão agressivas com relação a proteção dos dados.

Hoje, o Facebook levanta a régua da segurança digital e, acredito que outros players devem seguir a mesma linha em breve. Afinal de contas, o Facebook não é o único que possui dados e uma API aberta.

Eu sou uma empresa, minha agência disse que não pode mais usar automação no Instagram, é verdade?

Sim, não só é verdade como será praticamente impossível fazer de forma legal, sem ferir nenhuma regra do Facebook.

  • Se a sua agência ou freelancer comunicou isso prontamente para você, fique feliz, eles estão cuidando da sua propriedade digital com carinho.
  • Faça um bom trabalho e tenha paciência, os resultados virão. Não adianta trabalhar cobrando like da agência, foque nos resultados e na construção da sua marca.
  • Essa mentalidade de “quero mais likes” simplesmente pelo fato de exibir o número tem que acabar, e isso começa com muitas empresas parando de exigir somente esse tipo de resultado das agências/freelancers.
Resumindo, deixe sua agência/freelancer trabalhar de forma que seja orientado a resultado.
Os números são importantes? Sim! Com certeza. Mas números inflados e falsos não tem serventia alguma. E isso também não quer dizer que todas as automações só trazem isso, era possível ter ótimos resultados com automações bem feitas.
Hoje, por uma questão de limitação do próprio Facebook, não será mais possível como era antes.
De você que é empresa, agências e profissionais do Marketing Digital esperam o mínimo de compreensão.

Eu sou uma agência, qual é o foco agora?

A boa notícia é que existem duas versões da API do Instagram. A primeira foi desativada, mas você tem a versão nova que conta com alguns recursos bem interessantes.

Um detalhe importante, é que você precisa ter uma conta de negócios, tá ok? Então, se a conta do seu cliente é de pessoa física, não caia no conto de que se mudar para conta de empresa o alcance vai cair. O perfil vai se comportar diferente, mas você precisa se adequar.

Mas vamos a parte boa, quais os novos recursos?

  • Agendamento de Posts continua funcionando perfeitamente bem. 
  • É possível descobrir e ler as informações de perfil (e posts) de outros perfis de negócio. 
  • Menções: leia menções públicas onde um negócio foi citado ou marcado com @. Publicar comentários como página de negócio em um post onde o negócio foi marcado ou mencionado. 
  • Insights: Ajudar os negócios a entenderem e analisarem métricas valiosas sobre o seu perfil no Instagram. 
  • Isso vai possibilitar com que compreendam e otimizem a performance do seu conteúdo orgânico no Instagram. 
  • Moderação de comentários: analisar comentários em massa. 
  • Isso possibilitará que negócios interajam de forma mais eficiente com a sua audiência através de comentários nos seus posts do Instagram. 
  • No futuro, início de 2019, alguns desses recursos estarão disponíveis também para pessoas físicas.

O resumo é: mais foco na análise e interações que você conquistou, menos foco nos números e interações externas.

help.hootsuite.com/hc/en-us/articles/360002742853
developers.facebook.com/docs/graph-api/changelog/
www.instagram.com/developer/changelog/
developers.facebook.com/products/instagram/
business.instagram.com/blog/instagram-api-features-updates/
developers.facebook.com/blog/post/2018/01/30/instagram-graph-api-updates/
developers.facebook.com/docs/graph-api/overview
developers.facebook.com/blog/post/2018/01/30/instagram-graph-api-updates/
estevaosoares.com/fim-automacao-instagram-facebook/
SOCIAL MEDIA: Instagram e Facebook encerram automação e tem novas regras SOCIAL MEDIA: Instagram e Facebook encerram automação e tem novas regras Reviewed by Daniel Nuredo on 07 abril Rating: 5

Nenhum comentário

Recent in Games

Image Link [https://pbs.twimg.com/profile_images/947950678483316736/8L2OOHt5_400x400.jpg] Author Name [Escrito por Daniel Nuredo] Author Description [Empreendedor digital, palestrante, ciclista, apaixonado por marketing digital e tecnologia e fundador do JobDoDaniel - Marketing Digital ] Facebook Username [danielnuredo] Twitter Username [danielnuredo] Instagram Username [danielnuredo]