France-3


Criada para promover atualização de “FIFA 18”, previsão feita pelo estúdio também inclui queda da seleção brasileira nas quartas pelas mãos belgas.

A seleção francesa vai se sagrar bicampeã da Copa do Mundo na Rússia, vencendo a Alemanha na final e nos pênaltis depois de superar os belgas nas semifinais e os uruguaios nas quartas. 
Isto pelo menos é o que diz a EA Sports, que na manhã de hoje (28) publicou no blog oficial da empresa os resultados de sua tradicional simulação do torneio mais celebrado do esporte.

Feita para divulgar o lançamento da nova atualização do “FIFA 2018” com a versão da Copa do Mundo e criado à partir dos dispositivos proporcionados pelo simulador, as previsões feitas pelo estúdio vão das apostas mais seguras às teorias mais arriscadas. Bom exemplo disso são os palpites feitos sobre a fase de grupos, que de acordo com a EA terá surpresas como a eliminação antecipada do Egito pelas mãos da Rússia(?) e a Argentina ficando em segundo lugar no grupo D, atrás da Croácia e à frente da Islândia. No grupo do Brasil, quem avança junto com a seleção canarinho é a Costa Rica.

Já na fase do mata-mata a simulação proposta pela empresa segue alguns caminhos mais convencionais, apesar da eliminação de Portugal pelas mãos do Uruguai já nas oitavas de final. Segundo a EA, apesar do triunfo da França quem será o novo carrasco do Brasil nesta Copa será a Bélgica, que nos venceria nas quartas por 2 a 0 e em teoria estaria se vingando da eliminação pelas mãos brasileiras nas oitavas de 2002 – os belgas cairão depois pelas mãos francesas, terminando em quarto lugar após serem derrotados pela Espanha na disputa da terceira posição. 

Antes disso, porém, o time do técnico Tite passaria o caminhão em cima da Suécia: os suecos serão humilhados por quatro a zero, de acordo com o simulador.