Ao The Verge, Brandon Leblanc, gerente sênior de programação da Microsoft, confirmou que o software de edição básica de imagens seguirá pré-instalado no Windows 10.

Anteriormente, atualizações do sistema operacional mostravam alertas de uma iminente descontinuidade do programa. Entretanto, a atualização da versão 1903 (prevista para sair em maio) não conta mais com o aviso: “Sim, o MSPaint será incluído na 1903”, disse o executivo.

A Microsoft havia catalogado o Paint como “software defasado” em ocasiões anteriores, informando que, embora ele ainda estivesse funcional, já não recebia novas atualizações nem possuía equipes dedicadas desenvolvendo recursos para ele. 
Os planos da empresa eram, então, de retirá-lo da linha de softwares que vêm instalados do Windows 10 e oferecê-lo como download opcional gratuito pela Windows Store.