MP promete reduzir burocracia para startups - ISTOÉ DINHEIRO

O Marketing Digital ajuda no lançamento e posicionamento de um negócio de forma barata, eficaz e mensurável — tudo o que uma startup precisa. Mas não se engane: é preciso saber o que, quando e como fazer para colher frutos dessa estratégia.

O marketing é uma poderosa ferramenta para startups, já que não apenas ajuda no lançamento e posicionamento do negócio, mas também em seu desenvolvimento e crescimento. No caso do Marketing Digital, ele é ainda mais relevante por ser mais barato, mais efetivo e mais mensurável — tudo o que uma startup em crescimento precisa.

1. Produza conteúdo
Se você faz parte de uma startup chegando ao mundo dos negócios, provavelmente tem muito a dizer sobre o panorama do mercado. Então por que não transformar essa questão em um conteúdo altamente interessante e relevante para o seu público-alvo?

Apoiar-se no Marketing de Conteúdo é uma ótima opção para gerar posicionamento, engajamento e autoridade para sua startup.

2. O tipo de conteúdo
Investir no Marketing de Conteúdo não significa ficar preso somente a produzir blog posts sobre diferentes assuntos. É claro que eles são parte importante de uma estratégia de conteúdo bem-sucedida, mas o que não faltam são opções de formatos.

Um Vídeo depoimento pode ser perfeito para você apresentar um estudo de caso, enquanto um eBook é ideal para oferecer um guia inicial ou completo sobre algum assunto que você domina.

3. Persona!
O que faz um conteúdo ser interessante não é a quantidade de palavras que ele tem ou de minutos que leva para ser consumido, mas sim quais informações traz e em que momento traz isso.

Para oferecer conteúdo útil no momento adequado, é fundamental conhecer quem é a sua persona e mantê-la sempre em foco para orientar a sua estratégia de marketing e produção de conteúdo de maneira geral.

4. Faça esse conteúdo ser encontrado
Produzir o conteúdo é obviamente importante, mas, se a pessoa que mais interessa não chegar a ler ou assistir ao que você produziu, seus esforços e investimentos terão sido desperdiçados, certo?

Para evitar que isso aconteça, é fundamental investir na otimização do conteúdo — ou seja, você deve aplicar as já consagradas técnicas de SEO no site e blog da sua startup.

5. Encare o Email Marketing como um aliado
Talvez você ouça por aí que “o email está morto”, já que há novas formas de comunicação e interação — como as redes sociais, por exemplo.

Mas a verdade não poderia ser mais diferente. Se você acha que as redes sociais são as ferramentas mais poderosas, espere até saber que o email consegue gerar 40 vezes mais novos clientes do que o Twitter ou o Facebook.

Isso se deve a uma razão muito simples: o email é uma forma de contato direto e pessoal com quem mais interessa: o cliente ou futuro cliente. 

6. Use o poder das redes sociais
Queridinhas dos profissionais de marketing — e dos usuários! — há alguns anos, as redes sociais simplesmente não podem ser ignoradas pela sua startup se o objetivo é fazer uma campanha de marketing de sucesso.

Se o seu público é mais jovem, com certeza a persona da sua startup está nessas redes, mas conseguimos notar uma crescente participação dos usuários de todas as idades nas redes sociais. Elas são uma oportunidade incrível para divulgar os seus serviços, gerar autoridade para sua marca e engajar com a sua audiência.

7. Teste, teste e teste
Testes A/B são testes em que você faz pequenas alterações — como de cor ou texto —  em uma campanha, no seu site, blog ou em uma Landing Page, por exemplo, e coloca as duas versões para serem distribuídas a uma audiência estatisticamente relevante. Ao fazer isso, você identifica qual opção (A ou B) tem mais conversões, qual gera mais engajamento e assim por diante.

8. Meça, acompanhe e melhore
Taxa de conversãoengajamentotaxa de cliques… todos esses termos — e muitos outros — são métricas ou indicadores de performance responsáveis por mensurar os seus resultados e ações de Marketing Digital.