Ambiente de trabalho tradicional ou inovador: qual é o melhor para seu negócio?

Coworkings, home office, trabalho remoto: em um mundo em que diferentes formas de trabalho surgem a cada dia, saber qual o ambiente de trabalho ideal para seu negócio pode ser uma tarefa mais desafiadora do que se imagina.

Novas startups surgindo a cada dia, empresas trabalhando em coworkings, home office e trabalho remoto: em um mundo em que diferentes formas de trabalho surgem a cada dia, saber qual o ambiente de trabalho ideal para seu negócio pode ser uma tarefa mais desafiadora do que se imagina. 

A importância de criar um ambiente de trabalho produtivo 

Uma pesquisa recente, realizada pela Udemy, entrevistou cerca de 1.000 pessoas a respeito de suas preferências em relação ao ambiente de trabalho. Os resultados foram, no mínimo, surpreendentes: uma boa maioria prefere manter a privacidade e um certo distanciamento entre vida pessoal e trabalho. 

Já este outro artigo da Fast Company sugere que pequenos espaços, com isolamento acústico são indicados para que os profissionais possam participar de videoconferências individuais, sem atrapalhar os demais. Neste sentido, ambientes de trabalho em que há separação física ou ao menos isolamento poderiam ser até mais proveitosos.  

Ambiente de trabalho inovador versus tradicional

A verdade é que a criação dos chamados open offices, ou seja, ambientes de trabalho sem paredes (e que parece algo moderno) na verdade é bem mais antigo do que parece. O americano Frank Lloyd Wright, em meados de 1920, já propunha escritórios montados em galpões, com nenhuma divisão e apenas móveis. 

Mas esse tipo de ambiente já vem sendo questionado a algum tempo. Vamos entender as razões disso. 

De acordo com um artigo, um estudo feito pela Universidade de Sidney, na Austrália, mostrou que 60% das pessoas que trabalham em cubículos com divisórias baixas e 50% das que trabalham em ambientes de trabalho totalmente aberto se dizem infelizes. A mesma pesquisa mostrou que somente 16% dos trabalhadores que trabalham em ambientes tidos como mais tradicionais, com portas e divisórias inteiras, afirmam estar infelizes com esse modelo. 

Um outro estudo, desta vez realizado na Austrália, afirma que escritórios abertos podem estar deixando as pessoas doentes. Em 90% dos resultados dessa pesquisa, eles foram vistos como negativos, causando algum grau de estresse, conflitos e baixa produtividade. As queixas são o barulho, além de dificuldade em se concentrar. Algumas pessoas também mencionaram que decorações chamativas e com cores berrantes atrapalhavam o foco.  

Assim, é possível que ambientes de trabalho tradicionais estejam ganhando mais espaço dentro das empresas. E um dos fatores que mais impacta essa mudança é a produtividade. É claro que open offices não vão simplesmente desaparecer. Mas isso mostra que o design tradicional, com divisões entre as mesas, não é mais visto como ruim.