Blog de e-commerce | Comece e potencialize a sua loja online.

Se um e-commerce ou marketplace tem o objetivo comum de fins comerciais, quais aspectos os diferenciam? Além das distinções básicas, que envolvem operação e custos, cada um se relaciona com o cliente de um jeito particular.


Enquanto vender no e-commerce próprio é uma forma de reforçar a credibilidade e dar segurança ao cliente, o marketplace consegue oferecer maior visibilidade e dispensar gastos com plataformas.

O melhor canal de venda para atuar vai depender do produto comercializado, das necessidades dos clientes e dos seus objetivos. Neste artigo, apresentamos os aspectos que você deve considerar ao abrir uma loja virtual. Saiba quais são!

Diferença entre e-commerce e marketplace

Antes de começar, vamos às definições básicas de cada modelo de negócio.


  • E-commerce próprio: loja independente, na qual os consumidores compram mercadorias diretamente da empresa
  • Marketplace: site de terceiros, com alto tráfego, grande variedade de produtos e muitos vendedores comercializando lado a lado

Os marketplaces vão entregar muitos visitantes mensais, mas você estará concorrendo com centenas de vendedores. No e-commerce próprio, você terá um canal só seu, em compensação precisará montar uma estratégia para levar tráfego para a loja e estimular a conversão.


Quer ajuda para decidir qual canal é o melhor para o seu negócio? Clique aqui