Os fundadores, Mark Gainey e Michael Horvath, falam sobre o futuro do Strava.

Querida comunidade Strava,

Se tivermos que definir 2020, podemos dizer que é um ano de mudança de perspectiva. O lado bom de momentos difíceis como este é que nos convidam à reflexão e a manter o foco nos aspectos fundamentais: o que é mais importante para a gente? E o que fazemos a este respeito?

As nossas respostas a estas perguntas apenas ficaram mais claras nos últimos meses e agora vamos conduzir a empresa para um único objetivo: voltar a dedicar o Strava à nossa comunidade.

Todos os nossos esforços serão para os nossos atletas - como você - e mais ninguém.

Os atletas Strava merecem uma experiência acessível e em constante desenvolvimento, e esperamos que você tenha notado o quanto nos esforçamos neste ano para alcançar este resultado. Nossa pequena, porém poderosa, equipe de 180 pessoas já lançou 51 melhorias voltadas aos atletas em 2020, como a sincronização com o Apple Watch, novos mapas e métricas para os esportes de neve, uma grande atualização do recurso Rotas e muito mais. Também removemos algumas distrações, como as Integrações patrocinadas (que foi o mais próximo que chegamos de colocar anúncios no feed). E ainda habilitamos novamente a opção de organizar o seu feed por ordem cronológica. Nos demos conta quantos problemas esta modificação havia gerado e admitimos que demoramos um pouco para atender a esta demanda.



Dedicar o Strava à nossa comunidade também representa um compromisso a longo prazo. Ainda não somos uma empresa lucrativa e precisamos nos tornar uma para melhorar o que oferecemos a você. E temos que percorrer este caminho do jeito certo: com honestidade, transparência e respeito pelos nossos atletas.



Isto significa que, a partir de hoje, alguns dos nossos recursos gratuitos que são especialmente complexos e caros de manter, como as tabelas de classificação dos segmentos, estarão disponíveis apenas para os assinantes. Além disso, de agora em diante, grande parte do desenvolvimento de novos recursos terá em consideração os assinantes - investiremos majoritariamente nos atletas que investiram em nós. Também tornamos a assinatura mais simples, removendo os pacotes e a marca Summit. Agora você pode usar o Strava gratuitamente ou se tornar assinante, simples assim.

Ao focar nos assinantes, poderemos garantir a operação do Strava para os nossos atletas pelas próximas décadas, favorecendo de maneira clara e transparente aqueles que decidiram nos escolher hoje. Nossa intenção é usar a renda obtida com estas mudanças e reinvesti-la diretamente na criação de mais e melhores recursos, sem ter que inventar outras maneiras de preencher o seu feed com publicidade ou vender os seus dados pessoais. Queremos simplesmente criar um produto tão bom que você ficará feliz em pagar por ele.



Uma assinatura mensal vai custar o mesmo que algumas barrinhas de cereal, e consideramos isto um bom investimento. Mas também somos conscientes que, principalmente nos últimos tempos, existem atletas com dificuldades financeiras e que a versão gratuita do Strava deve continuar a oferecer funções adequadas e de qualidade. Garantimos que o Strava nunca se tornará uma ferramenta exclusivamente paga e que, mesmo que você não faça uma assinatura, ainda será parte integrante da nossa comunidade. De todas as maneiras, continuaremos apostando todas as nossas fichas em você e esperamos que você faça o mesmo conosco.

Agradecemos pela sua preferência e pelo seu apoio. Estamos realmente felizes em renovar o nosso compromisso total com você e todos os atletas desta comunidade.

Até breve,
Michael e Mark