A primeira noção básica sobre os custos do Google Ads é que não existem valores fixos.

Ou seja, você que determina quanto vai investir nas campanhas.

Também é importante saber que você não estará pagando pelo anúncio, mas sim conforme o objetivo estipulado para ele, que pode ser quantidade de cliques, impressões, conversões ou visualizações.

Você pode começar definindo um limite de orçamento a ser gasto e ir ajustando seus investimentos conforme suas metas.

O próprio Google Ads vai apresentar uma estimativa de resultados de acordo com o quanto você deseja aplicar.

Vantagens de anunciar no Google Ads

Além da vantagem sobre o controle de gastos e o fato de não haver valores fixos, o Google Ads oferece mais benefícios aos usuários.

Para alcançar um bom desempenho dos seus anúncios, ele conta com diversas formas de segmentação, o que assegura melhor desempenho em uma campanha.

Você pode (e deve) definir palavras-chave, idade, localização geográfica e idioma dos seus clientes, locais onde quer anunciar, dispositivos, frequência, dia e horários.

Além disso, tudo pode ser avaliado e modificado conforme seus resultados.

O Google Ads permite que você monitore suas campanhas, observe como o público reage a elas e como interage com o seu site.


Os 6 tipos de objetivos no Google Ads

Conheça os seis tipos de metas que você pode escolher no Google Ads.

1. Tráfego do site

Se você quer levar mais pessoas à sua página, esse deve ser o seu objetivo.

É um bom começo para quem está lançando um site e quer ganhar visitas que possam se transformar em clientes.

Para esse tipo de meta, é possível criar anúncios para rede de pesquisa, rede de display, shopping e vídeo.

2. Leads

A obtenção de leads qualificados é uma importante estratégia de marketing digital para a obtenção de clientes.

Ao escolher essa meta, você estará dizendo ao Google Ads que deseja conseguir informações sobre o usuário do seu site.

Isso pode ser obtido por meio de formulários, cadastros de newsletter, questionários e outros recursos.

Esse é um recurso inicial para quem quer segmentar melhor o público e definir estratégias da equipe de marketing.

Essa modalidade também permite anúncios em rede de pesquisa e display, shopping e vídeo.

3. Vendas

Anúncios voltados ao aumento de vendas podem ser usados por lojas virtuais, aplicativos, conversões por telefone ou loja física.

Essa meta também serve para quem quer maior interação com clientes que estão tomando decisões de compra.

Os anúncios, em geral, vão buscar mais cliques de consumidores em potencial que navegam pela rede de pesquisa, display e shopping.

4. Alcance e reconhecimento da marca

Essa estratégia é utilizada principalmente quando se deseja aumentar a divulgação de um produto ou serviço novo.

Ou seja, busca apresentar uma novidade e criar demandas.

Nesse caso, é importante dar prioridade a anúncios que chamam mais a atenção, especialmente com o uso de audiovisual.

Por isso, é possível escolher entre rede de display e vídeo.

5. Consideração do produto e da marca

Esse objetivo visa convencer seu público de que o produto ou serviço oferecido é uma boa escolha, de que sua marca é o que ele procura.

Para fazer isso, recomendo a utilização de anúncios visualmente atraentes e que buscam interação com as pessoas interessadas.

Novamente, as campanhas podem utilizar a rede de display e vídeos no YouTube.

6. Promoção de aplicativos

Essa meta só terá anúncios em aplicativos das redes do Google.

Ela propõe incentivar o download de apps ou compras dentro deles.

Sobre Campanha sem meta

Ainda que não seja uma opção muito recomendada, a campanha sem meta é uma alternativa possível de ser selecionada no Google Ads.

Dificilmente você terá outro objetivo que não os que eu mencionei acima, mas pode acontecer de ter mais de um.

Nesse caso, crie duas campanhas diferentes.

Ao selecionar a “campanha sem meta”, você terá que configurar todos os seus propósitos específicos um a um.

Desse modo, todos os tipos de anúncios estão disponíveis.